Posts Tagged ‘Joy division’

Joy Division By Dave Gahan

Anúncios

Overdose de Joy Division!

Playmobil Music Vídeo

*Joy Division* – O Marco do Pós-Punk

O Joy Division é, sem sombra de dúvida, uma das bandas mais importantes do pós-punk. Sem eles, o mundo underground não seria o mesmo. Letras ácidas, ritmo marcante,  músicos criativos e um vocalista fora de série, este era o JOY DIVISION, uma banda visionária e audaciosa.

O Joy nasceu na Inglaterra no ano de 1976, em Manchester (Inglaterra). A formação definitiva era Ian Curtis, Peter Hook, Stephen Morris e Bernard Sumner. Eles faziam um som inovador, com músicas críticas e que faziam pensar. As influências do grupo foram muitas, desde o Glam rock de David Bowie, o som melancólico do The Doors,  o eletrônico do Kraftwerk, passando pela forte cena punk inglesa da época, tanto que um dos primeiros encontros do grupo se deu em um show do Sex Pistols.

O primeiro nome da banda foi “Warsal”, mas os músicos decidiram mudar para Joy Division, que remete as áreas de prostituição oferecidas aos soldados nazistas na Segunda Guerra Mundial. As críticas e a idolatria ao Joy Division são muitas. Muitos ligam a banda ao nazismo, já que existem várias referências em sua identidade, outros os consideram depressivos e intimistas demais, ou ainda um grupo digno de idolatria, com letras a serem estudadas e apreciadas,  mas ninguém contesta a originalidade, qualidade e importância do Joy Division para a música. O grupo acabou em 1980, depois da morte prematura do vocalista Ian Curtis. Com o fim do Joy Division, os remanescentes criaram uma das bandas mais importantes dos anos 80 e que influenciou fortemente o movimento new wave e a música eletrônica: New Order.

Ian Curtis – Um Caso a Parte

Um menino tímido, que adorava punk e era fã de David Bowie e Iggy Pop, muitas vezes conturbado e confuso, as vezes indefeso e carente. Este era Ian Curtis. Se é que é possível adjetivar uma pessoa como ele. Ian era a voz e a  alma do grupo. Composições ferozes, dramáticas, solitárias, que muitas vezes transpareciam sentimentos reais de um jovem que se casou muito cedo e sofria de eplepsia. Com a descoberta da doença veio também o uso das drogas, que não aliviavam muito o seu sofrimento e prejudicavam sua saúde. Ian casou-se com Deborah (com quem teve uma filha, Natalie) e por um tempo manteve um caso conturbado com Annik Honoré.  Uma incógnita talvez, mas que deixou um legado às gerações seguintes. Ian cometeu suicidou-se no dia 18 de maio de 1980, enforcou-se com uma corda de varal depois de assistir ao fime “Stroszek” de Werner Herzog. Tinha apenas 23 anos… Um dia antes da tão esperada turnê pelos Estados Unidos.

Ian Curtis E Deborah no casamento em 1975

Unknown Pleasures

Closer

Para Saber Mais

Para Saber mais sobre o Joy Division e o New Order, vejam estes filmes e documentários:

Baixe as músicas do Joy Division AQUI

Música do Dia: Joy Division – Atmosphere

Joy Division!!!

Walk in silence,
Don’t walk away, in silence.
See the danger,
Always danger,
Endless talking,
Life rebuilding,
Don’t walk away.

Walk in silence,
Don’t turn away, in silence.
Your confusion,
My illusion,
Worn like a mask of self-hate,
Confronts and then dies.
Don’t walk away.

People like you find it easy,
Naked to see,
Walking on air.
Hunting by the rivers,
Through the streets,
Every corner abandoned too soon,
Set down with due care.
Don’t walk away in silence,
Don’t walk away.