A Poesia do Rock And Roll

A revista BRAVO! do mês de julho está com uma reportagem muito boa homenageando os poetas do rock. Na capa, ninguém menos que Lou Reed, ex-Velvet Underground e que fez história com suas letras poéticas, sarcásticas e arrogantes. Lou participará da 8º Edição da Festa Literária de Paraty – FLIP, lançando o seu mais novo livro “Atravessar o fogo” (Editora Companhia das Letras), que reúne versos do artista e letras que transformaram o rock na arte que conhecemos. A reportagem fala também de dois outros nomes importantes do rock mundial: Bob Dylan e Steven Patrick Morrissey. Tanto Dylan quanto Morrissey, possuem letras que vão além do rock “Drogas e Sexo”, criando literatura de qualidade, influênciados por nomes literários como Charles Baudelaire, Oscar Wilde e Lord Byron.

Trecho da reportagem:

“A história da transformação da letra num item tão importante quanto a música na canção popular tem um herói insuspeitado. Nos Estados Unidos do século 20, de onde muitos gêneros foram exportados para o resto do mundo, o blues chegou a intercambiar versos entre uma composição e outra, pois o essencial era o sentimento. Seu afilhado Jazz quase sempre prescindiu das palavras e, quando as criou ou as foi buscar no cancioneiro popular, usou-as mais como outro suporte para a sonoridade geral do que como elemento em si. Coube, quem diria, ao bastardo rock trasnformar a letra numa arte independente, autônoma, digna de estudo e apreciação.”

Interlúdio

O tempo é como um sonho
E agora, por um tempo
Você é meu
Vamos nos agarrar rápido ao sonho
Que tem o gosto e as bolhas do vinho
Quem sabe (quem sabe)
Se isso é real
Ou apenas algo que nós dois sonhamos?
O que parece agora um interlúdio
Poderia ser o começo do amor
Amar você
É viver em um mundo que é estranho
Muito mais do que meu coração pode suportar
Amar você
Faz todo o mundo mudar
Amando você, eu não poderia envelhecer
Não, ninguém sabe
Quando o amor terminará
Então até lá, doce amigo
O tempo é como um sonho
E agora, por um tempo, você é meu
Vamos nos agarrar rápido ao sonho
Que tem o gosto e as bolhas do vinho
Quem sabe (quem sabe)
Se isso é real
Ou apenas algo que nós dois sonhamos?
O que agora parece um interlúdio
Poderia ser o começo do amor
O que agora parece um interlúdio
Poderia ser o começo do amor
O que agora parece um interlúdio
Poderia ser o começo do amor

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: