Malcom MacLaren – O Empresário do Punk

No dia 8 de abril deste ano, morreu aos 64 anos, vítima de um câncer, o empresário e músico inglês Malcom Maclaren.

Um dos nomes responsáveis pelo movimento punk como conhecemos hoje. Para quem não sabe, Malcom foi o idealizador e empresário de uma das bandas mais conhecidas do cenário: O Sex Pistols. Ele criou a estética do grupo e orientou suas atitudes, que marcaram o início do punk inglês nos anos 1970. Além dos punks do Sex Pistols, o empresário também trabalhou em Nova York com a banda ‘New York Dolls’.

Sex Pistols – London

Nasceu Malcom Robert Andrew McLaren no dia 22 de janeiro de 1946 em Londres. Estudou em várias escolas de arte, sendo expulso de algumas delas. Em 1971, após abandonar a faculdade, passou a desenhar roupas. Ao lado de sua namorada na época, Vivienne Westwood, fundou a loja ‘Let is Rock’, que se tornaria a lendária ‘SEX’, point consagrado do punk na Inglaterra e responsável por difundir a estética agressiva do movimento. O Sex Pistols surgiu em 1975 e explodiu entre os jovens britânicos que ansiavam por liberdade de expressão. O grupo acabou em 1978 e Malcom passou a se dedicar ao seu lado músico, lançando vários álbuns como ‘Duck Rock’(1983), ‘The Largest Movie House in Paris’ (1996) e ‘Waltz Darling’ (1989), que antecedeu o sucesso ‘Vogue’ de Madonna.

A genialidade de Malcom McLaren era estar sempre a frente de seu tempo, antevendo tendências musicais e de comportamento, sempre com faro aguçado para o novo e com uma pitada de sarcasmo.  Foi assim com o  punk, com o Hip Hop na Inglaterra e com a música eletrônica.

São muitos os adjetivos utilizados para definir o empresário: Trambiqueiro, cínico, dissimulado, provocador. Mas ele não se importava com a opinião das pessoas. Sabia manipular a mídia de acordo com os seus interesses e tudo que fazia era pensado, mesmo quando criava polêmica, tudo era comercial, inclusive a música do Sex, que era jovem, proletária e antimonárquica, mas que serviam aos seus interesses lucrativos. Amado ou odiado, sua importância para o punk não pode ser ignorada. Como ele mesmo disse em 2006: “De alguma forma, continuo cool. Tento fazer com que ideias aconteçam. Ideias que podem mudar vidas”.

Vivienne Westwood, que se tornou um dos maiores nomes do mundo fashion, lamentou a morte do ex-marido: “Quando me apaixonei pelo Malcom, achei-o lindo e ainda acho. Foi uma pessoa muito carismática, especial e talentosa. Pensar nele morto é algo muito triste. Bem e Joe (enteado e filho do casal) estavam com ele quando ele morreu”.

R.I.P. Malcom!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: